29 de dezembro de 2010

Desejos para 2011

Todos os anos desejamos que o próximo ano seja ainda melhor.... não peço tanto, peço apenas que o ano de 2011 seja igual ao 2010... o que significaria que teria outro bebé (parece-me bem), que teria um emprego, que teria uma casa, que teria amor, amigos e saúde!

25 de dezembro de 2010

O Natal...... em casa do Bisavô Saraiva

Manda a tradição (como filha de pais separados) passar a Consoada em casa do Avô Saraiva (pai do meu paizoca)..... Este ano foi assim.....


23 de dezembro de 2010

E assim começa o Dia.....

22 de dezembro de 2010

10 de dezembro de 2010

Mãe Solteira

Quando o Rui decidi ficar uma semana longe de casa por causa do trabalho, são muitas as vezes que me sinto perdida. Sei o que fazer, aliás, se fosse realmente Mãe solteira creio que me safava mas, ás vezes sinto falta de uma mão que me ajude... ainda hoje, cheguei a casa com o miúdo ao colo, a minha mala, a mochila da escola e os sacos das compras.... para quem faz isto sozinha todos os dias não se torna nada fácil. Estou cansada e não posso fazer nada porque tenho que cuidar do Guilherme e, não..... sou daqueles cavalos que correm por gosto e não se cansam..... posso andar a cair de rastos mas, não largo o meu filho por um minuto! Prefiro estar com ele, do que o deixar com alguém para poder recarregar baterias...
Mas, que ando a precisar de ter o Pai por perto... lá isso estou!

1 de dezembro de 2010

Palminhas, Palminhas


Por aqui o nosso pirralhito já sabe bater as palmas. Ainda que de uma forma meio 'desleixada' mas, o que interessa é que já sabe fazer algo que eu lhe ensinei! Fico tão orgulhosa do meu pirralhito!!!!

Gripe ----------------> Bronquiolite

Há 3 dias que o Guilherme anda com febres altas, tosse, diarreia e muita ranhoca. Ontem fui com ele ao Centro de Saúde, o diagnóstico foi: 'ah anda por aí um vírus. isto é uma gripezita'. Saí de lá com uma receita de Brufen e Benurou para dar ao Guilherme de 4 em 4h. Hoje, o panorama continua e decidi levá-lo ao Hospital (felizmente que não havia ninguem na sala de espera - despachámo-nos em menos de 20 minutos). Foi-lhe diagnosticado uma Bronquiolite. Pesquisei na net, assim que cheguei a casa, sobre a doença:

Bronquiolite em crianças e bebês
Escrito por Pablo Zevallos
Bronquiolite infantil, causas e tratamento. A bronquiolite infantil é uma doença respiratória aguda frequente nos primeiros anos de vida, e durante o inverno e princípio da primavera, em que se afetam os bronquíolos, parte terminal dos brônquios.

Adultos e crianças maiores contraem bronquite; os bebês, bronquiolite. Pelo fato de seu aparelho respiratório não estar totalmente desenvolvido, bebês prematuros e menores de um ano correm risco maior de contrair a doença.

Cerca de metade dos bebês que contraem bronquiolite desenvolvem asma na infância.

Os sintomas da broquiolite em crianças e bebês
Inicialmente acontece um quadro catarral com tosse e mucosidade; posteriormente afeta os bronquíolos manifestando-se clinicamente em forma de dificuldade respiratória. A criança provavelmente terá o nariz com muita mucosidade e febre baixa durante dois ou três dias. Logo, é provável que comece a tossir, a respirar rápido e com dificuldade, e a apresentar som de chiado no peito durante outros dois ou três dias.

Causas da bronquiolite nas crianças e bebés
É uma infecção do pulmão causada por várias classes de vírus. Portanto é contagiosa. O vírus sincicial respiratório (VSR) é o principal agente causador de bronquiolite. Como já dissemos, produz-se um quadro catarral inicial e em pouco tempo depois, descem até ao pulmões, prejudicando os brônquios. Diz-se que somente afeta a crianças com menos de 1 ou 2 anos, porque neles, a parte terminal dos brônquios é muito pequena, facilitando a obstrução na presença de inflamação, impedindo a passagem do ar.


Tratamento da bronquiolite em crianças e bebés
O diagnóstico é feito pelo médico mediante auscultação dos pulmões.
Boa parte dos casos se resolve em casa. Em geral, inalações com soro fisiológico ajudam a desprender o muco e liberam o fluxo de ar. Além disso, água e leite materno afastam a desidratação. Nos episódios graves, doses de oxigênio (internação hospitalar) podem trazer alívio e rápida recuperação. A fisioterapia, para mover as secreções de muco nos brônquios, também ajuda. A maioria da crianças adoecem mais ou menos durante uma semana e depois se recuperam.

O que podem fazer os pais em casa contra a bronquiolite em crianças e bebés
Faça com que a criança tome líquidos. Não se preocupe se ela não tem vontade de comer alimentos sólidos.

Use um vaporizador com água fresca (não muito fria) no quarto enquanto a criança estiver dormindo. Deixe que a água quente corra na ducha ou na banheira para fazer que o banheiro se encha de vapor e fique ali com sua criança em caso que esteja tossindo com força e tendo dificuldade de respirar.

O contágio da bronquiolite infantil
O contágio dá-se como num resfriado: através do contato com a saliva e o muco, e as crianças maiores geralmente não adoecem tanto como as pequenas. Pode-se prevenir o contágio mantendo a criança doente em casa até que a tosse tenha passado por completo. Procure lavar as mãos depois do seu contato com a criança doente para evitar que o vírus se estenda a outras pessoas.
http://br.guiainfantil.com/saude/179-bronquite/304-bronquiolite-em-criancas-e-bebes.html


Ainda assim o Gui não perdeu totalmente a sua boa disposição e solta uns sorrisos mas, tem passado a maior parte do tempo no meu colo a dormir.
Melhora rápido filhote!