28 de dezembro de 2007

«Depois de algum tempo aprendes a diferença, a subtil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma.

E aprendes que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança. E começas a aprender que beijos não são contratos e presentes não são promessas.

Acabas por aceitar as derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança. E aprendes a construir todas as tuas estradas de hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair ao meio em vão.

Depois de algum tempo aprendes que o sol queima se te expuseres a ele por muito tempo. Aprendes que não importa o quanto tu te importas, simplesmente porque algumas pessoas não se importam... E aceitas que apesar da bondade que reside numa pessoa, ela poderá ferir-te de vez em quando e precisas perdoá-la por isso.

Aprendes que falar pode aliviar dores emocionais. Descobres que se leva anos para se construir a confiança e apenas segundos para destruí-la, e que poderás fazer coisas das quais te arrependerás para o resto da vida. Aprendes que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias. E o que importa não é o que tens na vida, mas quem tens na vida. E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher. Aprendes que não temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam, percebes que o teu melhor amigo e tu podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos.

Descobres que as pessoas com quem tu mais te importas são tiradas da tua vida muito depressa, por isso devemos sempre despedir-nos das pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a última vez que as vejamos.

Aprendes que as circunstâncias e os ambientes têm influência sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos. Começas a aprender que não te deves comparar com os outros, mas com o melhor que podes ser.

Descobres que se leva muito tempo para se tomar a pessoa que se quer ser, e que o tempo é curto. Aprendes que, ou controlas os teus actos ou eles te controlarão e que ser flexível nem sempre significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, existem sempre os dois lados. Aprendes que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as consequências.

Aprendes que paciência requer muita prática. Descobres que algumas vezes a pessoa que esperas que te empurre, quando cais, é uma das poucas que te ajuda a levantar. Aprendes que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que tiveste e o que aprendeste com elas do que com quantos aniversários já comemoraste. Aprendes que há mais dos teus pais em ti do que supunhas.

Aprendes que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são disparates, poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso. Aprendes que quando estás com raiva tens o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel. Descobres que só porque alguém não te ama da forma que desejas, não significa que esse alguém não te ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso.

Aprendes que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes tens que aprender a perdoar-te a ti mesmo. Aprendes que com a mesma severidade com que julgas, poderás ser em algum momento condenado. Aprendes que não importa em quantos pedaços o teu coração foi partido, o mundo não pára para que tu o consertes.

Aprendes que o tempo não é algo que possa voltar para trás. Portanto, planta o teu jardim e decora a tua alma, ao invés de esperares que alguém te traga flores.

E aprendes que realmente podes suportar mais... que és realmente forte, e que podes ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que tu tens valor diante da vida! As nossas dádivas são traidoras e fazem-nos perder o bem que poderíamos conquistar, se não fosse o medo de tentar.»

by William Shakespeare

26 de dezembro de 2007

Idealizamos tanto uma vida perfeita para nós que, quando finalmente nos apercebemos de que a realidade não nos traz nada dessa perfeição, a nossa queda é tão grande e tão dolorosa que a única força que temos não chega nem para dizer Adeus.

Oficialmente com 28!

Apenas para que fique aqui registado o almoço surpresa a que tive direito no meu dia de anos, organizado pela minha mamã á qual agradeço o facto de estar AQUI!

E a foto mais esperada.... a foto da minha prenda de anos, dada pela Rui. Sim, sim..... mais uma!!!

Foi um dia bem passado e bastante alegre. Na companhia da familia e dos melhores amigos! Vale apena sentir-me um ano mais velha, nem que seja por eles.... ehehhehe

24 de dezembro de 2007

Feliz Natal 2007


Desejamos a todos os nossos amigos, familiares e a todos os nossos estimados visitantes um Feliz e Santo Natal ***

23 de dezembro de 2007

Parabéns a MIM


No dia 23 de Dezembro de 1979, pelas 16h55 nascía, na Maternidade Alfredo da Costa em Lisboa, EU!
Faço hoje 28 anos.... não sei se isso é bom ou mau mas, sei que hoje nada mas, mesmo nada me tira este sorriso estúpido da cara!!!!!

Beijinhos para Todos e especialmente para mim!eheheheh

21 de dezembro de 2007

Um Desejo de Natal


A minha estreia em palco, 17 anos depois.
Sem comentários. Foi bom demais e quero repetir. Adorei trabalhar com todos estes talentosos.
Obrigado Marisa pela paciência, pela dedicação e por acreditares em nós.

20 de dezembro de 2007

I Just Can't Get Enough...

Habitualmente e porque tenho confiança no Rocky, costumo levá-lo á rua sem trela, isto porque se ele se afasta assobio ou berro-lhe o nome e ele vem até mim. Ontem.... correu tudo mal.
Levei-o a passear quando cheguei do trabalho, fez as necessidades dele e quando vou a entrar no prédio, ao invés de me seguir como sempre faz, ele foge. Ok... esperei um bocado porque quando ele não me vê, volta para trás a correr que nem doido. Ontem, ele não voltou....
Fui atrás dele e ele sempre a fugir de mim.... voltava para casa na esperança que ele me seguisse e entrasse no prédio. Entrei em casa sozinha e vim á janela e lá estava ele á porta. Fiquei tão feliz... pensei mesmo que ele tivesse fugido. Estava pronta para pegar no carro e procurá-lo. Saí de casa e fui abrir a porta do prédio para ele entrar... bom, começou a ladrar-me a não queria entrar em casa. Quando ía para agarrá-lo fugiu outra vez. Repetimos este processo umas 5 vezes até eu me FARTAR!!!
Resultado: PASSEI-ME.
Explodi porque o meu estado psiquíco já não é dos melhores e ontem foi a gota de água. Vim para casa com o pensamento "Quero lá saber se queres entrar ou se ficas aí á chuva e ao frio".... Contudo, a minha condição de ser humano com coração mole, não deixou que o deixasse lá ficar muito tempo. Voltei a sair de casa numa perseguição meticulosa... ele parou nos caixotes do lixo a cheirar e eu consegui agarrá-lo pela cauda. Fartou-se de ganir mas ainda ganiu mais quando cheguei a casa e lhe bati enquanto lhe berrava "Dou-te de comer, casa e carinhos e ainda me foges. INGRATO"... como se ele percebesse alguma coisa do que estava a dizer.
Enfim... Rocky está são e salvo em casa mas, aprendi a minha lição e não o deixo mais ir á rua sem trela.

19 de dezembro de 2007

Gosto porque Gosto

Hoje está um daqueles dias que adoro: está a chover e está um frio de rachar.
Gosto de dias assim mas, não para estar a trabalhar. Gosto de dias assim, gosto de estar deitada numa manta, em frente a uma lareira e a pensar nas coisas boas que a vida me têm dado.

Como o Rui está em Braga a trabalho tenho aproveitado que o tempo está mau para vir de carro. De facto, o carro tornou-se em certos casos uma verdadeira preciosidade, expecialmente em dias como o de hoje que não consigo manter aberto o chapéu de chuva por mais que 3 segundos. A caminho dos correios, entrei num cenário de verdadeiro terror, tive a sensação que estava a entrar nalgum cemitério de chapéus de chuva, tantos eram os que estavam no chão: uns partidos, outros irreconheciveís.

De facto, chuva, vento e dia de trabalho não combinam mesmo nada.

18 de dezembro de 2007

Carta ao Pai Natal

"Olá Pai Natal,

Sim, sou eu outra vez. Sei que já te escrevi uma carta a pedir montes de coisas e a ocultar-te as coisas terriveís que fiz este ano só para receber presentes. Bom... esquece tudo aquilo que te pedi. Em troca da máq. de fazer sumos, em vez do cobertor ou do porta-revistas gostava que me desses Paz. Achas possível?
Os dias têm sido verdadeiros tormentos sem saber para que lado me virar. Viro-me para um lado: problemas; viro-me para outro: problemas; olho para o horizonte, pimba, lá estão eles (os problemas) outra vez.
Começo a achar que quando Deus (ou seja lá quem fôr que nos comanda), distribuíu a felicidade eu devia por certo estar a dormir...
Já chega de tanto infortúnio e de tanta mágoa.

Hoje estou naqueles dias em que se tivesse a oportunidade pegava na mala e no Rocky e, sei lá.... ía para bem longe. Melhor que enfrentar os problemas é fugir deles... assim é regra para alguns. Mas, estou farta de tentar resolver problemas que teimam sempre em ser os mesmos.
Têm me valido o teatro, têm me valido a boa disposição que consigo ter ali naquelas poucas horas. Posso ter tido um dia lixado mas, chego ali e pareço que entro numa outra dimensão. Faz-me sentir bem e pudessem as aulas ser todos os dias...

Enfim... BAD DAY!!! VERY BAD DAY!!!

14 de dezembro de 2007

Pesadelo

Estou a ficar doente e não me posso dar a esse luxo. Domingo tenho uma peça de teatro para fazer e não posso ficar doente.

Energias Positivas precisam-se.... (isto porque não sou muito a favor dos medicamentos)!!!!

13 de dezembro de 2007

O Amigo Secreto

Ontem aconteceu o meu 1º jantar de Natal enquanto participante no Grupo de Teatro Nova Morada... o Grupo não podia ser melhor, nem mais divertido. Jantámos na Brasa da Bela Vista em Sassoeiros, onde tivémos que mandar recambiados os deliciosos camarões que nos colocaram na mesa... infelizmente a malta é pobre e contentámo-nos com o pãozinho, a manteiguinha e a salada de polvo. Nada mau... 14 pessoas.... 8L litros de sangria... confesso que só bebi um copito (grande)e ainda bem que não bebi mais... pois estava encarregue de entregar sãs e salvas 3 lindas donzelas e um engenheiro mafarreco.

Depois da barriguinha aconchegadinha com Espetadas de Porco Preto que gentilmente dividi com a Sofia e com o doente do Márcio, foi hora .... (esqueci-me.... comemos primeiro as sobremesas e trocámos os presentes depois ou foi ao contrário??) - a Sangria ainda bate forte aqui destes lados.

Enfim... o meu amigo secreto foi a doce Lara que, após uns golos de Ice Tea se torna maquiavélica...hihihih... Vejam só o presente que ganhei??? Ela estudou bem o meu "perfil"... amante de ponto cruz. Obrigada!!!!

O meu presente foi para a nossa Natalicia... também conhecida por Natalina. Espero que tenhas gostado. Ganda Maluca!!!



Badalhóóóóóóóocaaaaaaaaaaa

O Amigo Secreto

Ontem aconteceu o meu 1º jantar de Natal enquanto participante no Grupo de Teatro Nova Morada... o Grupo não podia ser melhor, nem mais divertido. Jantámos na Brasa da Bela Vista em Sassoeiros, onde tivémos que mandar recambiados os deliciosos camarões que nos colocaram na mesa... infelizmente a malta é pobre e contentámo-nos com o pãozinho, a manteiguinha e a salada de polvo. Nada mau... 14 pessoas.... 8L litros de sangria... confesso que só bebi um e ainda bem que não bebi mais... pois estava encarregue de entregar sãs e salvas 3 lindas donzelas e um engenheiro mafarreco.

Depois da barriguinha aconchegadinha com Espetadas de Porco Preto que gentilmente dividi com a Sofia e com o doente do Márcio, foi hora .... (esqueci-me.... comemos primeiro as sobremesas e trocámos os presentes depois ou foi ao contrário??) - a Sangria ainda bate forte aqui destes lados.

Enfim... o meu amigo secreto foi a doce Lara que, após uns golos de Ice Tea se torna maquiavélica...hihihih... Vejam só o presente que ganhei??? Ela estudou bem o meu "perfil"... amante de ponto cruz. Obrigada!!!!

O meu presente foi para a nossa Natalicia... também conhecida por Natalina. Espero que tenhas gostado. Ganda Maluca!!!



Badalhóóóóóóóocaaaaaaaaaaa

Peça de Teatro Infantil "Um Desejo de Natal" - Entrada Livre


Compareçam!!
Aberto a todas as idades!
Entrada Livre!

12 de dezembro de 2007

A Minha Prenda de Anos...

Bem sei que só faço anos daqui ha uns dias mas, não me apetece esconder por muito mais tempo qual vai ser a minha prenda de anos que o Rui me vai oferecer. Andava desesperada há procura desta boneca (Blythe - Samedi Marche Encore) mas, andava com azar pois não havia ninguem que a vendesse dentro da Europa e que fosse a um preço acessível. E porque a conversar é que nos entendemos, acabei por a comprar a uma menina que ma vendeu. A Annabella que mora ali, do outro lado do rio.

Ainda não a tenho. Vai-me ser entregue no dia 22, para abrir no dia 23.
Que bom..... Estou ansiosa!!

11 de dezembro de 2007

Questão de Tempo

Ando cansada. É um facto e consequência disso é que gosto de ficar mais uns minutitos na cama mas, para isto tenho que abdicar de algumas coisas que faria se me levantasse mais depressa e ficasse menos tempo na ronha. Não sou de sair de casa com as coisas por arrumar, fui assim educada e não é nada que faça contrariada: faço a cama, lavo a loiça que houver para lavar, dou um jeito na sala (endireito as almofadas e o tapete, e tal e tal)... E á custa do meu tal cansaço tenho saído para o trabalho com a cama por favor. Por causa disso surgiu o seguinte diálogo entre mim e o Rui:

R - Esta cama está uma pocilga!
V - Então começa tu a fazê-la!
R - Eu? Porque não fazes tu?
V - Eu não tenho tempo!
R - Não tens tempo??! O que fazes tu em casa durante uma hora??
V - Visto-me!

(daqui surgiu uma enorme gargalhada do Rui porque não sei... devo ter dito alguma piada mas, a verdade é que não levo uma hora a vestir-me, nem sequer me levanto uma hora antes de sair)...

Achei engraçado registar este momento cómico de ontem á noite (ou será que terá sido no Domingo??? vêêm o que o cansaço faz a cabeça de uma pessoa??!?!)

8 de dezembro de 2007

Parabéns Mãe


Chama-se Maria Isabel, nasceu no dia 08 de Dezembro de 1938. É mãe do meu pai e foi ela que me criou desde que eu nasci. Desde que aprendi a falar que a tratava por Mãe. Nunca me deixou faltar nada, especialmente os mimos. Fez-me crescer, fez-me ser solidária e ter um bom coração...
Faria hoje 70 anos.
De nada valeram todas as palavras de ajuda que soltei para o Céu pois, levaram-te de mim tão depressa e tão injustamente e continuo a pensar que estou a dormir e, que quando acordar vais estar do meu lado....
Estarás sempre aqui no meu coração.

***

7 de dezembro de 2007

Está Decidido!


Este ano não queríamos passar a passagem de ano em casa, isto porque queremos sempre prolongar a noite até ás tantas e com os nossos vizinhos seria impossível porque, com sorte teríamos a policia á nossa porta a pedir-nos o silêncio. Assim, abrimos os cordões á bolsa e iremos fazer esta pequena extravagãncia, até porque passagem de ano só acontece uma vez!!
Vamos passar a 00h00 num Restaurante muito bom em Torres Vedras, "O Camelo", é 75€ por pessoa, e vai ser dançar até cair. Depois, para nos prepararmos para a viagem de regresso, podemos sempre aproveitar o Caldo Verde que vão servir ás 4h da manhã. Quem não tiver planos e se queira juntar a nós é favor de dizer, há sempre espaço para mais :D

5 de dezembro de 2007

Planeamento

Pessoalmente não sou uma pessoa que pense muito a longo prazo. Gosto de ir vivendo um dia de cada vez, sem me preocupar com o dia seguinte. Contudo e, porque em tudo há excepções, descobri que há certos assuntos que prefiro pensar no futuro e antecipar eventuais problemas que possam surgir e resolvê-los. Isto tudo porque, para o ano estamos a pensar em aumentar a Familia! Decidi por isso marcar uma consulta, a minha 1ª consulta de Planeamento Familiar. Tenho 27 anos e pareço uma retrógada.... esta consulta deveria ter sido feita aquando do inicio da minha actividade sexual... upss.... De qualquer das formas fui á consulta para fazer o devido check-up. Queria ter a certeza de que estaria tudo bem para podermos "avançar". Eis o relatório da minha médica "Tem Luz Verde para engravidar quando quiser". Ai que bom. E, porque um Filho não é como uma viagem ao Barreiro ou uma ida á Baixa que podemos ir sem qualquer tipo de planeamento, estamos a seguir todos os passos para que nunca nos arrependamos no futuro de decisões precipitadas.
Infelizmente não temos grandes ordenados e ambos sabemos que um Filho nos trará grandes encargos financeiros bem como um grande peso de responsabilidade mas, haverá maior felicidade que partilharmos juntos o nascimento de um filho, fruto de um grande e sincero Amor?? Para mim não! Para o Rui também não. E estou certa que o Rocky ficará feliz por ter alguém da mesma altura com quem brincar ;)

Xutos & Pontapés

Não preciso de dizer mais nada. Tivémos que comprar os bilhetes com 1 mês e tal de antecedência porque não podíamos ficar de fora deste evento.

3 de dezembro de 2007

A nossa Árvore de Natal

Todos os anos era tradição na Casa dos Saraivas (casa dos meus avós paternos) montar-se a árvore de Natal nos anos da minha Avó (dia 8). Era sempre uma emoção nós os 3 a irmos buscar a árvore, as caixas dos enfeites de das luzes. Todos os anos o meu avô corria ao Jumbo para comprar lâmpadas novas pois as luzes ficavam tão bem arrumadas que volta e meia haviam meia dúzia fundidas. Entre fitas, luzes, bolas e outros artefactos natalicíos lá enfeitávamos a nossa árvore em Familia.
Com o nascimento do meu irmão houve coisas que se alteraram, especialmente quando o Miguel cresceu e começou a achar que conseguia fazer coisas que, nós adultos fazíamos. Podem imaginar um miudo com 2 anos a tentar trepar a uma árvore de natal com 2mt para colocar a estrela no topo.... enfim. Nos últimos dois anos a tradição começou a desfalecer... talvez assim como a minha avó :( e o meu avô montava sempre a árvore com o meu irmão... ficava triste quando lá chegava e via a árvore montada e montada antes do tradicional dia 8.

Depois de alguns minutos em árdua luta com a colocação das luzes e enfeites parece que finalmente temos a nossa árvore montada na nossa pequena sala de jantar. Já tem alguns presentes mas, aviso já que são prendas para os animais da Familia. Nós na nossa familia não damos só valor ás pessoas mas aos animais também, especialmente áqueles que nunca nos abandonam.